Archive | nada não RSS feed for this section

Os tchecos e os livros (e livrarias em Praga)

4 set

Os tchecos lêem bastante.

É possível notar isso no transporte público: além dos costumeiros fones de ouvido e jornaizinhos gratuitos como o Metro, sempre há algumas pessoas com seus livros, às vezes encapados com jornal. Um tempo atrás, numa época em que eu pegava sempre a mesma linha no mesmo horário e por isso via alguns rostos recorrentes, eu acompanhei por umas semanas o progresso de um fulano lendo Eragon. Notei no primeiro dia, porque ele estava abrindo as primeiras páginas. Na semana seguinte, encontrei-o de novo, e depois, e depois de novo, e o marca-páginas ia progredindo. Até que um dia ele estava lendo outro livro.

Não sei se vem de berço, se é recente, se o governo tem o dedo nisso ou não. É só uma observação, porque depois de um tempo fica meio evidente. Boa parte dos outdoors e cartazes publicitários, principalmente no metrô, são relacionados a livros. De acordo com a minha pesquisa de campo (metodologicamente impecável, devo dizer), nas estações de metrô em Praga há 3 vezes mais pôsteres de lançamentos de livros do que de lançamentos de filmes. Interessante, não?

Continue lendo

Plzeň

6 jul

Aproveitamos os feriados para fazer umas viagenzinhas e conhecer lugares que ainda nãotínhamos visto. Um desses era Plzeň, uma cidade, veja bem, de certa fama.

Primeiro, por causa da cerveja: toda e qualquer cerveja no mundo chamada de Pilsner deve essa honra aos métodos de fabricação criados aqui, em Plzeň.

E em termos de fama, é só isso mesmo. Continue lendo

Atualizações rápidas, enquanto o jantar fica pronto!

24 jun

Faz tempo que não postamos nada novo, né? Pois é. Então, sem mais nem menos, resolvi colocar algumas coisas aqui.

O verão

O verão chegou oficialmente, embora esses últimos dias estejam mais frios e chuvosos do que estava na primavera – e muito menos calor do que no ano passado, o que não é necessariamente uma má notícia porque no ano passado o calor foi de matar. O que é preocupante é que nos últimos fins de semana (e neste parece que vai ser igual) está fazendo tempo ruim, vento frio e chuva. Desse jeito, como vão ficar nossos planos de ir catar morango!?

Continue lendo

Sem posts novos? Os antigos estão mais acessíveis!

15 fev

Provavelmente não vamos colocar nenhum posto novo no blog por um tempo.

Enquanto isso, pelo menos, agora ficou mais fácil ver o que escrevemos antes, porque adicionamos uma página descrevendo o conteúdo já publicado. É que nós ficamos encucados quando o Daniduc (do Ducs Amsterdam) chamou a atenção para o fato de que procurar conteúdo em um blog por datas não dá certo. Então fizemos esta página, que supostamente atualizaremos à medida em que o posts novos surgirem. Para facilitar, há um link direto para ela ali em cima, entre o About e o RSS. (E as tags continuam por aí nos posts, também.)

Que mais?

Nada mais, é isso por enquanto. Até a próxima.

Interlúdio: Bridge Band

 

O inverno de fato chegou!

29 nov

Apesar de não ser ainda *oficialmente* a estação do inverno, não tem como achar que ainda é outono com temperaturas negativas e neve.

Há exatamente duas semanas, fez um clima meio doido, com a temperatura média chegando aos 18ºC em Praga. Tudo bem que foi só um dia, porque antes e depois a temperatura estava na casa dos 7ºC. A gente aproveitou e tomou um pouco de sol nos braços (essa foto não mostra, mas foi o caso):

no parque Stromovka aproveitando o último dia quente do ano e mostrando as camisetas que ganhamos do Guigó e da Aline. 14/11/2010

E hoje, quando voltávamos pra casa do jantar, a cidade estava assim:

nossa rua está toda branca! 28/11/2010

Não dá pra ver muito bem na foto, mas estava nevando bastante na hora. Aliás, ainda está.

Outono na Suíça (mais ou menos)

19 out

No fim de semana passado, nós fomos à Alemanha, provavelmente.
Ou à Suíça, dependendo do ponto de vista.

É que fomos fazer uma andança em um parque nacional no norte da República Tcheca, que é chamado de České Švýcarsko – literalmente, “Suíça Tcheca”. O parque é, digamos, adjacente a um parque alemão chamado de Sächsische Schweiz – que, até onde eu saiba, significa “Suíça Saxônica”. Eu diria que na verdade é um parque só, que calhou de ter uma fronteira internacional no meio. Eu arriscaria até o palpite de que ambas as partes se recusaram a chamar o parque de Boêmia Saxônica ou de Alemanha Tcheca, e no fim das contas resolveram invocar a neutralidade suíça para acabar com a discussão. (Na verdade foram uns artistas suíços do séc. XVIII que deram o nome por achar que parecia com a terra natal deles, mas eu prefiro a minha explicação.)

Só para dar uma noção, uma imagem do Google Maps mostra o quão perto da Alemanha nós estávamos. A linha cinza é a fronteira.

o ônibus veio pelo lado de cá do rio, mas talvez tenha voltado pelo de lá...

Continue lendo

Notícias Tchecas

11 ago

Enquanto que na Rússia o problema é uma onda de calor com direito a incêndios dignos de filmes do Michael Bay e na Alemanha os caçadores andam recebendo indenizações do governo alemão porque os javalis caçados estão radioativos demais para serem comidos, o problema da República Tcheca são as chuvas que andam caindo copiosamente nas últimas semanas. Diga-se de passagem, o problema afeta toda a Europa Central (os javalis radioativos não são os únicos problemas dos alemães).

Em Praga não tem chovido muito, apenas dia sim, dia não. O perigo mora pro sul e pro norte. Perto da fronteira com a Alemanha e Polônia, no fim de semana 5 pessoas morreram afogadas e milhares de pessoas tiveram de ser evacuadas. Outras milhares de casas na região estão sem energia elétrica ou gás natural. Em maio deste mesmo ano já haviam ocorridas outras enchentes na mesma região.

O risco de chuva contínua no sul do país é a possível inundação de Praga. Isto porque o rio Vltava corre do sul para o norte, passando por Praga. Em 2002 o nível do rio subiu horrores, alagando a cidade. O zoo teve de ser evacuado, jacarés e elefantes fugiram, o metrô ficou submerso (há placas nas escadas rolantes marcando até onde chegou o nível da água).

A notícia boa é que a chuva não deve durar muito não.

Para fins de comparação, preste bem atenção nesta escultura e na distância que fica da água.

Continue lendo