Datas históricas: 5 e 6 de Julho

2 jul

Na semana que vem, temos feriados na segunda e na terça (oba!): dia 5, segunda-feira, é dia de São Cirilo e São Metódio, e dia 6 é o dia de Jan Hus. Cuma?, você pode estar se perguntando.

Cirilo e Metódio

Vou fazer uma descrição bem breve e cheia de erros (para mais e melhor, vá à Wikipedia), apenas para dar a idéia.

No século 9, a Grande Morávia era regida pelo Príncipe Rostislav. Ele tinha sido elevado ao poder graças ao rei da vizinha Frância Oriental, Luís, o Germânico, que estava tentando amansar a Grande Morávia e achava que colocando no poder alguém que o apoiasse, seus problemas diminuiriam muito. Só que o Rostislav não o apoiou.

Em vez disso, o Rostislav buscou se aproximar de Constantinopla, e para diminuir a influência dos Francos nos seus domínios, pediu que fossem enviados missionários para converter os Eslavos, povo da Grande Morávia.
Cirilo e Metódio (em tcheco, Ciryl e Metoděj) foram os enviados. Eles teriam mais facilidade para se comunicar porque eram monges de uma região que hoje é na Macedônia, e falavam algum dialeto eslavo.
Enfim: o que eles fizeram, basicamente, foi traduzir a Bíblia (e bibliografia relacionada) para uma língua eslava – baseada na deles, mas que se tornou “padrão”. Mas quem quer saber de Bíblia em eslavo? O importante mesmo foi que, para esse trabalho, eles criaram um alfabeto. Em homenagem aos criadores, este alfabeto é chamado hoje de… glagolítico.

Mas o glagolítico foi desenvolvido até chegar no Cirílico, esse sim obviamente batizado em homenagem ao Cirilo (*), que é o alfabeto utilizado em Russo e todas aquelas outras línguas que você achava que era Russo. Inclusive, é o terceiro alfabeto oficial da União Européia.

Convenhamos, então, que os dois merecem um dia para eles.

* aparentemente, o nome Cirilo é póstumo, então não sei bem o que homenageia o quê. Mas, como se diz, that is beyond the scope of this study.

Jan Hus

Provavelmente mais importante e onipresente na história da República Tcheca seja o Jan Hus. Por onde começar…

Jan Hus foi um pensador tcheco do final do séc. XIV e começo do séc. XV, aqui mesmo em Praga (e em outras partes). Ele era a favor de reformas na Igreja Católica, e suas idéias sobre teologia, a vida, o universo e tudo mais foram consideradas heréticas e – sobretudo – tremendamente perigosas. E, como já diria a sabedoria católica, não se pode matar uma idéia, mas queimar alguém vivo é outra história. Jan Hus foi morto na fogueira em Constança, Alemanha, no dia 6 de julho de 1415 (daí o feriado).

Pelo menos seus executores estavam certos: suas idéias eram perigosas. Ele não era exatamente o criador (alguém se habilita a resumir John Wycliffe nos comentários?), mas foi sem dúvida importante. Seus seguidores praticamente moldaram esta região, nos ideais e nas batalhas (militares, mesmo) contra as forças da Igreja. A primeira defenestração de Praga foi realizada por hussitas. Uma parte razoável da história militar do mundo foi desenvolvida nas guerras hussitas (por Jan Žižka, principalmente – esse merece um megapost só para ele, depois). Em Praga, existem mais locais e monumentos relacionados a história de Jan Hus e dos hussitas do que eu seria capaz de listar. Um óbvio – e demonstração da sua importância – é a estátua de Jan Hus e seus seguidores, na Staroměstské Náměstí.

Passeio de domingo

estátua em homenagem a Jan Hus

…E, só para amarrar as pontas deste post de estréia em um elegante nó, enquanto Cirilo e Metódio são responsáveis pelo alfabeto cirílico utilizado principalmente em línguas eslavas, Jan Hus foi responsável por introduzir o uso dos sinais diacríticos – em especial o háček (o famoso ˇ) – na língua tcheca, tornando-a assustadora à primeira vista, mas muito mais fácil de ler.

Anúncios

5 Respostas to “Datas históricas: 5 e 6 de Julho”

Trackbacks/Pingbacks

  1. Vyšehrád « Minha Vida em Praga - 12 de julho de 2010

    […] Vyšehrád como morada dos soberanos, transformando-o em uma fortaleza de pedra. Durante as guerras hussitas, o complexo real foi todo destruído. O Badá está a olhar para o castelo de Praga (as duas torres […]

  2. Kutná Hora « Minha Vida em Praga - 1 de fevereiro de 2011

    […] competia com Praga pela liderança econômica, política e cultural. Inclusive, durante as guerras hussitas diversos reis escolheram estabelecer Kutná Hora como base de operações já que em Praga tava […]

  3. Tábor e sua história « Minha Vida em Praga - 6 de fevereiro de 2011

    […] cheio de turbulência social e política é chamado de “Guerras Hussitas” (eu já falei um pouco mais sobre isso antes, bem como sobre a palavra tábor, quando falei da origem do nome de […]

  4. Tempo de piscina? « Minha Vida em Praga - 6 de julho de 2011

    […] que é feriado e fez um dia bonito depois de várias semanas de céu cinza e chuva, decidimos ir pra piscina. […]

  5. Plzeň « Minha Vida em Praga - 6 de julho de 2012

    […] os feriados para fazer umas viagenzinhas e conhecer lugares que ainda nãotínhamos visto. Um desses era […]

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: