Pražská Muzejní Noc

18 jun

Não você não leu errado, eu escrevi em tcheco mesmo. Lê-se prajská muzeiní nots.

No dia 12/06 teve aqui um evento fabuloso: a noite dos museus em Praga. Apesar de não ser tão comprida e extensa como a de Amsterdam (como os Ducs haviam comentado conosco quando nos fizeram uma visita), ainda assim, para uma novata como eu, foi muito bom!

Na noite dos museus, que ocorre uma vez por ano, diversas instituições museológicas abriram suas portas gratuitamente para os visitantes terem acesso às suas exposições e acervos entre 19 e 01 hora. O transporte entre as instituições também foi gratuito, providenciado pela própria cidade que criou linhas especiais e forneceu ônibus para a noite. Ao todo foram 53 atrações, entre as quais o castelo de Praga e suas galerias, o museu nacional, a galeria nacional.

No início havíamos feito uma lista com as exposições que achamos que seriam muito interessantes de ver. Mas aí, nos lembramos da nossa conversa com os Ducs, que nos deram a dica de fazer uma lista pequena, com uns 3 museus para visitar, porque mais do que isso não daríamos conta. A dica foi preciosíssima, porque fizemos a nossa lista com os três museus, mas acabamos ficando só em um: no Veletržní palác (traduzindo fica algo como “fair trade palace”), o museu com a maior coleção de arte moderna e contemporânea de Praga. E é imenso mesmo: 4 andares gigantescos! E foi de graça! E o melhor, é que foi super fácil de chegar nele de bonde!!!!


ela está aqui em Praga!

Escolhemos o Veletržní pálac porque lá tem obras do Klimt, do Van Gogh, do Schiele, do Picasso… Tinha também obras de diversos artistas tchecos e muita arte contemporânea, notadamente resquícios do Fluxus. Eu me senti como uma criança numa loja de brinquedo. Fiquei só um tiquinho decepcionada por ter muito pouca obra do Alfons Mucha, artista tcheco mais famoso e orgulho da cidade. Acho que tinham apenas 2 ou 3 obras dele. Para compensar havia um acervo enorme de gravuras de tudo quanto é artista. E o Klimt, é claro.

Além das exposições, houve uma performance de um coro e visitas guiadas. Eu nunca vi tanto Rodin na vida! Chegamos lá por volta das 19:30 e saímos de lá por volta de 00:20, mortos de cansaço. O metrô ficou aberto até mais tarde nesse dia, então conseguimos voltar para casa facilmente.

*EU VI UM KLIMT AO VIVO*

obviamente eu precisei tirar uma foto de tiete!

Eu mencionei que foi tudo de graça? Ah, não vejo a hora para a próxima noite dos museus!

Anúncios

5 Respostas to “Pražská Muzejní Noc”

  1. JV 18 de junho de 2010 às 12:55 pm #

    E as visitas guiadas, aparentemente, incluíam reencenações ou coisa do tipo. Algo como a guia do museu falando sobre uma obra, quando surgem de trás da parede dois fulanos fantasiados, sendo um o Van Gogh e outro o senhorio para quem ele devia dinheiro; aí eles têm um breve diálogo, e voltam pra trás do quadro, enquanto a guia continua a sua explicação.

    Eu estou chutando, porque nós não vimos isso – era muita gente, e a explicação era em tcheco – mas ficamos na sala ao lado esperando acabar, e deu pra ouvir os gritos e tudo. E vimos o povo fantasiado, esperando sua vez.

  2. Marcella 19 de junho de 2010 às 1:53 pm #

    Por isso que a Europa tem o seu lugar… deve ter sido maravilhoso mesmo! Sei muito bem como é se sentir uma criança no museu, com tantas obras lindas!

  3. Daniduc 19 de junho de 2010 às 7:31 pm #

    Que massa! Aqui em Amsterdam a Noite dos Museus né “de grates” não, tem de pagar €17,50 pelo prvilégio. Vale, vale, é bem legal, ana última a gente virou a noite: 4 e tanto da manhã estávamos vendo uma exposição sobre Omã na Igreja Nova de Amsterdam, enquanto rolava uma festa com música eletrônica na nave da Igreja. COmo é uma Igreja do século XIV – ontem – há pessoas enterradas por toda a parte. Literalmente estavam “dancing on someone’s grave”.

    Anyway, a noite tcheca pareceu bem legal, fiquei com vontade de ir…

    Bjs

    • sarahkcp 24 de junho de 2010 às 1:58 pm #

      Planeja então uma visita no ano que vem para cá em Junho. A noite dos museus é sempre em Junho. E parece que a cada ano cresce o número de instituições participantes.

      Eu tô doida para ver a noite dos museus de Amsterdam!

  4. Mila 24 de junho de 2010 às 1:30 am #

    Izaildo e eu aproveitamos muito quando fomos a europa. As obras realmente são muito bonitas, mas chega uma hora que cansa mesmo né? Nossa, me deu uma vontade de estar por aí!
    Realmente fabuloso!
    Beijos

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: