Inverno

19 dez

A neve já está caindo há várias semanas, mas daqui a pouco é que o inverno começa oficialmente. O inverno passado foi bem atípico – recorde de frio, de neve acumulada, de período com neve, etc. – e este parece que vai ser também.
Eis então algumas considerações e recomendações para essa estação na República Tcheca.

Frio?

Sim, frio! Bem, dependendo dos seus padrões de comparação, não muito. Mas eu considero que se nós estamos em um lugar em que gelo cai do céu e não derrete por dias (quiçá meses), é mais frio do que viver dentro de uma geladeira – portanto, frio.

(Aliás, curiosidade lingüística: em tcheco, a palavra zima significa tanto “frio” quanto “inverno”.)

Em termos um pouco mais objetivos, a temperatura aqui em Praga deve ficar em alguns graus negativos durante a maior parte do inverno: digamos, entre -2 e -15 °C. Há aqueles dias esporádicos de mais sol, em que parte da neve derrete, mas às vezes só superficialmente. Logo recongela. Por isso, imagino, a prefeitura espalha umas pedrinhas pretas (como brita, mas menor) nas calçadas. A neve acumula em cima, mas quando derrete as pedrinhas aparecem e evitam que quando esfrie de novo fique aquela camada medonha de gelo, chamada de “black ice”. É difícil de ver, fácil de escorregar.

O clima daqui é meio seco, e felizmente quando o inverno chega mesmo a temperatura não deve ir acima de 0 °C. Então a humidade do ar fica bem baixa e o frio não é tão penetrante. Até onde minha experiência vai, eu acho mais confortável ficar a -10 °C num clima seco do que a -1 °C com o vento húmido rindo da cara do seu casaco de última geração.

(A propósito, já peço desculpas pela terminologia capenga. Eu não sei a diferença entre casaco e jaqueta, agasalho ou suéter, cachecol e cachepot… brincadeira, essa eu sei.)

O que fazer para enfrentar o frio

Não é difícil se equipar para o inverno. Há lojas e mais lojas com roupas de frio (inclusive as lojas de esportes as vendem o ano todo), até em supermercados dá para achar casacos decentes. Talvez não durem mais do que um inverno, e não sejam assim a coisa mais in da estação, mas seguram.

Os tchecos adoram esportes de inverno, principalmente hóquei, ski e snowboard. Por isso é muito fácil achar roupas para esses esportes. As marcas mais populares aqui, pelo que percebo, são Alpine Pro, The North Face, Puma (talvez) e Cherokee. Todas essas têm roupas “de esporte” e “de inverno”. Se você não vai se meter a enfrentar a natureza, as “de esporte” podem ser desnecessariamente caras porque têm toda a tecnologia envolvida e os dispositivos secretos de impermeabilização e meia dúzia de bolsos que você só descobre depois de um mês.

A propósito: um dia desses vimos jogada na internet uma discussão sobre a falta de senso estilístico dos tchecos. Basicamente, o povo estava reclamando que os tchecos não se vestem bem porque usam roupa esportiva o tempo todo. Eu não vejo exatamente qual é o problema, então fica por isso mesmo.

Para andar na cidade, umas três camadas – camiseta, casaco, jaqueta – pode ser o suficiente, se forem bem adequadas. Claro, tem gente que vai querer umas sete camadas e ainda tremer. E tem gente que vai achar que -4 °C tá ótimo para um mergulho refrescante. É difícil dizer.

Note a diferença nas vestimentas. Tem um só de cachecol! (Foto da Alickel, que aparece ali... ei, peraí!)

O que fazer para fugir do frio

Todo lugar moderadamente movimentado ou habitado vai ter aquecimento (bondes e ônibus inclusive), e eles costumam ligá-lo ainda no outono, mais ou menos quando a temperatura passa a estar constantemente abaixo de 10 °C. Isso às vezes incomoda, na verdade, porque alguns lugares deixam o aquecimento no 11 e você começa a suar instantaneamente quando entra. Pessoalmente, eu prefiro quando não preciso tirar a camada mais pesada para ficar confortável.

Restaurantes e pubs em geral têm cabideiros ou ganchos nas paredes para os clientes pendurarem as peças mais pesadas. Quem quiser deixar na cadeira ou no colo, não tem problema (talvez te olhem torto se a roupa estiver pingando, ou atrapalhando a passagem). A mente brasileira costuma achar meio inconcebível deixar suas coisas longe, quanto mais fora da vista. Talvez com razão. Os nativos fazem, mas também não sei dizer quantas vezes isso causa problemas para eles.

Uma coisa que quando cheguei não entendi, mas logo com a primeira neve ficou claro, foram os tapetes de borracha. Não sabia se era para dar aderência, porque para limpar os pés pareciam meio inúteis. O que acontece é que quando andamos na rua a neve gruda na sola dos sapatos, e quando entramos em algum lugar, blósh, derrete e meleca tudo. O tapete de borracha (ou às vezes só uma grade de metal) na entrada são para bater o pé mais do que esfregar, para o gelo cair.

Eu imagino que isso também seja um forte motivo para o costume local de não usar sapatos dentro de casa (pelo menos não os que se usa na rua). Nem na sua casa, nem na dos outros.

O único “grande” problema do inverno é que o sistema de transporte não é preparado para tanta neve (se bem que, depois de dois anos seguidos de invernos mais fortes que o normal causando problemas, eles já estão tomando providências). No segundo ou terceiro dia de neve, pode ter certeza que os bondes vão ficar loucos. Os horários não vão mais valer, e os trens da mesma linha vão ficar um tempão sem passar, e de repente passar um atrás do outro.

A principal causa é que o mecanismo que troca os trilhos para um lado ou outro, quando há uma bifurcação, emperram, e os condutores têm que descer e ir lá mudar a direção manualmente. Isso pode demorar muito (dependendo de quanto gelo estiver acumulado lá dentro) e toda a sincronização das linhas vai pro saco. Os engarrafamentos de carros e ônibus (não é mole dirigir sobre gelo) não ajudam, também. Quando o frio bate de verdade, os tchecos reclamam do clima, reclamam do trânsito, mas passa uma semana e está tudo bem. Na verdade, eles se divertem.

O que fazer para aproveitar o frio

Guerra de neve!!! Hã… ahem. Continuando…

Muitos lugares ao ar livre têm horários diferentes ou ficam fechados até Abril. Alguns fecham em Novembro, outros já no fim de Setembro. Os jardins do Castelo de Praga, por exemplo, ficam fechados (assim como as ruínas do Trosky, no Český Ráj). O que é uma pena, porque deve ser bem bonito lá dentro nessa época… Mas não é por isso que faltam atrativos!

No inverno passado, o parque Letná ficou cheio de gente brincando na neve e andando de ski e trenó (principalmente pais puxando os filhos).

Povo brincando no Letná

Ski cross-country, a marcha atlética dos esportes de inverno.

Fora da cidade, existem vários lugares para esquiar e fazer snowboard. A fronteira da República Tcheca com a Áustria, ao sul, são os Alpes. Ao norte, as montanhas Krkonoše ficam na divisa com Polônia e Alemanha. Quem precisa de praia?

É possível alugar todo o equipamento necessário de lojas em Praga. Várias atendem bem em inglês, porque em geral quem quer alugar é gente de fora. Os tchecos compram as próprias botas/patins/pranchas. Mas tudo isso também pode provavelmente ser alugado nas próprias estações de esqui, e por preços mais baixos. O inconveniente é que se por acaso você chegar lá e não tiver mais, deve ser uma senhora decepção.

Existem ônibus para várias estações de esqui, mas não todas. No ano passado, tentamos ir com a Aline e o rbp até Chotouň, bem perto daqui, mas sem carro era muito difícil e desistimos. Não nos arrependemos nem um pouco, porque fomos mais longe – até Špindlerův Mlýn, uma maravilha de lugar.

Špindlerův Mlýn (foto da Alickel)

Pouco mais de duas horas e meia de ônibus saindo de Černý Most. Lá é daquelas estações de esqui em que você pode pagar uma ‘diária’, pegar o teleférico quantas vezes quiser até o topo (ou paradas intermediárias) e descer esquiando. Nós, novatos com bulhufas de experiência, ficamos só ali no sopé, mesmo, onde dá para ficar subindo a pé e – mais importante – não é tão inclinado.

Špindlerův Mlýn (foto da Alickel). Não tiramos fotos nossas fazendo snowboard porque estávamos muito ocupados capotando.

Passamos 4h nisso. (Pegamos uma aula de grupo na BSS, bem legal.) No fim já estávamos quebrados, felizes e levemente atrasados para pegar o ônibus de volta para Praga. Impressionante como é possível ficar suando e ofegante a -14 °C. E como snowboard é legal pacas!

Neste inverno ainda não fomos. Mas vamos! Aguardem mais relatos.

Outras exclusividades do inverno

Outra razão pela qual os tchecos gostam do inverno é que é a temporada de hóquei. Nesse caso é “inverno” de uma forma meio genérica. Basicamente, os dois esportes que os locais se animam de acompanhar são futebol e hóquei. Os campeonatos de futebol se concentram na primavera e no verão. De agosto/setembro até março, mais ou menos, são os campeonatos de hóquei. Não só os tchecos preferem esse segundo, como o jogam muito melhor, também. No ano passado, foram campeões mundiais de hóquei. De futebol, sabe-se lá.

O campeonato tcheco é espalhado pelo país e envolve times de várias cidades; os dois de Praga são o Sparta e o Slavia, arqui-rivais. Os jogos oficiais acontecem aqui só nos estádios-sede dos dois (Tesla Arena, do Sparta; e O2 Arena, do Slavia), mas alguns outros jogos são próximos o suficiente, como em Kladno, cidade que fica a meia hora do centro de Praga. Quem tiver a oportunidade de assistir a uma partida de hóquei, recomendo! Não só o jogo é dinâmico pacas, como todo o evento em si é no mínimo curioso.

No começo do mês, mostramos aqui como é o Natal – a cidade fica bem enfeitada e com os mercados que só aparecem nessa época do ano. Já valeria a pena se encapotar só para aproveitá-los. De bônus, passear a pé de um lado a outro rende umas vistas bem bonitas. A cidade fica uma beleza, coberta de neve.

Staroměstské Náměstí (praça da cidade velha) em janeiro de 2009

About these ads

15 Respostas para “Inverno”

  1. Stela 19 de dezembro de 2010 às 11:03 pm #

    Nunca foi tão pertinente aquela preocupação de mãe, dos filhos não saírem sem casaco. Mas vejam como é a vida: agora que faria todo sentido, é inútil e óbvia. Perdeu aquela coisa bonita de fazer pressão, de se meter na vida do filho, de se fazer necessária (“se não fosse eu, aquele estrupício pegava uma gripe!”). Quase terminei a leitura de cachecol e pantufas…(brincadeirinha, não dá pra mentalizar o inverno de Praga debaixo de +30) Mas creio que Nanô e Giri conseguem porque ontem o Kalyan veio dormir aqui e tinha na mochila um cachecol de lã! O desafio é vcs mentalizarem o clima da Bahia, para onde vou terça-feira, me derreter a 31 graus ou mais. Quando chega frente fria por lá e os baianos tiram os casacos do armário, é algo em torno de 24/25 graus. Ah, que saudade do nunca vivido
    inverno de Praga!

    • jvbernatel 20 de dezembro de 2010 às 10:19 pm #

      Tá vendo como o mundo gira? Hoje em dia, eu pegava gripe era se seguisse o conselho da mãe! Agasalhinho leve, onde já se viu?
      Mas não se preocupe, que durante uns seis meses do ano você vai estar totalmente certa.

      E sabe qual é a solução pra saudade do nunca vivido inverno de Praga, né?

  2. rbp 20 de dezembro de 2010 às 3:58 am #

    Que saudade do já vivido inverno em Praga!

    E, mãe, não se preocupe que o seu “use um casaquinho” foi (e, tenho certeza, ainda é) lembrado com freqüência. Talvez atrelado a certa jocosidade, mas foi (e, tenho certeza, ainda é)!

  3. Thiago K 20 de dezembro de 2010 às 6:44 pm #

    Olá dupla! Que legal o site de vocês, conheci através do @ducsamsterdam.

    Quero convidá-los a ler as coisas escritas sobre Praga no Rodei (http://www.rodei.com.br/category/praga/) e palpitar sobre qualquer coisa que vocês acreditarem não ser “muito bem assim”.

    Um grande abraço!

    • jvbernatel 20 de dezembro de 2010 às 7:05 pm #

      Oi Thiago,
      obrigado pelo elogio, e pela dica! Nós ainda não somos experts em Praga, no seu site tem bastante coisa que ainda não conhecemos.
      Blogs de expats sempre vão ter coisas que não são muito bem assim, né? Não que seja um problema. Pode deixar que vamos dando pitacos nos relatos uns dos outros!
      Abraço.

  4. Gleiber Rodrigues 20 de dezembro de 2010 às 7:58 pm #

    Adorei a reportagem. Estarei em Praga a passeio em Março/11. Será que ainda terá neve? Ainda tem estações de esqui abertas? Abraços e parabéns pelo blog!

    • jvbernatel 20 de dezembro de 2010 às 10:15 pm #

      Olha, neve em Praga eu acho que já não deve ter muita neve não. No ano passado nevou esporadicamente em março, mas já foi um inverno atípico.
      Mas as estações de esqui costumam ficar abertas até Abril.
      Eu lembrava de um site que mostrava as informações online sobre as condições de cada estação, mas não consigo achar mais. O da estação em Špindlerův Mlýn, SkiAreal.cz, é parcialmente em inglês. Para outras opções, recomendo então uma lida nesse artigo do Expats.cz.

  5. Euler Sávio 3 de março de 2011 às 5:43 pm #

    Olá, queria primeiramente lhe parabenizar pelo seu blog. Muitas informações de maneira bem simples e objetiva.
    Estou pensando em passar uma temporada na Republica Tcheca, me encantei pela cidade(apenas por foto),a localizacao do pais tambem e muito perfeita. Queria saber quais as informacoes que voce pode me passar, principalmente sobre casas ou ap(para aluguel),se voce sabe alguma escola boa para cursos,quais as maiores dificuldades em praga. Obrigado pela atenção

    • JV 4 de março de 2011 às 11:21 am #

      Olá Euler, e obrigado!
      Quanto a aluguel, você pode dar uma olhada em sites como o http://www.homesweethome.cz/en/ que mostra ofertas de várias imobiliárias. Só fique atento porque o mercado imobiliário daqui aparentemente é bem ágil, então o que aparece disponível num dia na semana seguinte pode não estar mais. A não ser que você queira alugar pela internet (o que eu acho que ninguém recomendaria), o melhor seria provavelmente vir para cá e contatar as agências para olhar quantos lugares você achar interessante o mais rápido possível, até porque o corretor vai querer uma resposta em poucos dias.

  6. Caroline 30 de julho de 2011 às 11:57 pm #

    Eu procurando notícias de Praga no inverno, pois passarei o próximo reveillon por lá, e me encontro com este blog deliciosamente humorado e beme escrito. Muito bom!!!

    • jvbernatel 10 de agosto de 2011 às 3:50 pm #

      Legal, obrigado! Essa época de fim de ano é muito legal por aqui. Espero que goste!

  7. Guilherme Schmidt Tomasoni 12 de outubro de 2011 às 4:38 pm #

    Olá! Muito interessante seu blog! Gostei bastante! (: Mês que vem vou iniciar minha eurotrip. E inclui Prague em meu destino. Estava procurando algo sobre esquiar, e achei seu blog. Gostaria de saber mais sobre as pistas de esquis. Você diz que elas ficam próximas a Prague. Sabes me informar próximas quanto? E quantos dias eu precisaria ficar em Prague para aproveitar tanto a cidade de Prague quanto a pista de esqui? A principio programei dois dias para a cidade de Prague. Se puder me responder no meu e-mail eu agradeço! Muito obrigado! E mais uma vez parabéns pelo seu blog! (:

  8. Mauricio 1 de julho de 2012 às 10:35 pm #

    Parabéns pelo blog. Estamos indo para Praga em 01/1/13 e ficarei até o dia 5/1, quando vamos para Berlim de trem. Ficaremos hospedados no Hotel Leonardo. Estarei chegando de Viena, via trem. Como devo fazer o translado da estação até o hotel?é fácil comprar os tickets do trem para Berlim?
    Grato

  9. Patricia 17 de julho de 2013 às 5:44 am #

    eu adorei que vc gosta do frio. estou planejando uma viagem para o final do ano e passarei alguns dias em Praga. Estava com muito receio do frio, pois as pessoas só falam que passaram frio… ainda mais nós, brasileiros, que estamos acostumados com a temperatura sempre elevada… Pretendo alugar um apê no airbnb, vc tem alguma dica de localização? Obrigada =)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: