Acabou-se

5 set

O blog acabou, morreu. Acabou porque nossa vida em Praga acabou. Nosso tempo aqui chegou ao fim. Fizemos o que tínhamos que fazer (mas não tudo), e agora vamos fazer outras coisas em outro lugar.

Não escrevemos sobre tudo que gostaríamos de ter escrito, nem tomamos conta do blog como havíamos planejado. Sabe como é que é a preguiça, a falta de mojo.

Obrigada por nos acompanhar nestes poucos posts.

So long, and thanks for all the fish.

Os tchecos e os livros (e livrarias em Praga)

4 set

Os tchecos lêem bastante.

É possível notar isso no transporte público: além dos costumeiros fones de ouvido e jornaizinhos gratuitos como o Metro, sempre há algumas pessoas com seus livros, às vezes encapados com jornal. Um tempo atrás, numa época em que eu pegava sempre a mesma linha no mesmo horário e por isso via alguns rostos recorrentes, eu acompanhei por umas semanas o progresso de um fulano lendo Eragon. Notei no primeiro dia, porque ele estava abrindo as primeiras páginas. Na semana seguinte, encontrei-o de novo, e depois, e depois de novo, e o marca-páginas ia progredindo. Até que um dia ele estava lendo outro livro.

Não sei se vem de berço, se é recente, se o governo tem o dedo nisso ou não. É só uma observação, porque depois de um tempo fica meio evidente. Boa parte dos outdoors e cartazes publicitários, principalmente no metrô, são relacionados a livros. De acordo com a minha pesquisa de campo (metodologicamente impecável, devo dizer), nas estações de metrô em Praga há 3 vezes mais pôsteres de lançamentos de livros do que de lançamentos de filmes. Interessante, não?

Continue lendo

Olomouc

29 ago

Olomouc é uma das cidades mais bonitas que já vimos na República Tcheca. É uma cidadezinha universitária no norte da Morávia, região leste do país.

A região de Olomouc começou a ser ocupada pelos eslavos por volta do século 6. No século 11 já era sede de um bispado e por causa de sua crescente importância, a ocupação foi transformada em cidade no meio do século 13. Durante a idade média, era a maior cidade da Morávia.

E hoje? Bem, hoje Olomouc ainda carrega a importância religiosa, mas é também uma cidade universitária muito viva. Em Olomouc fica a segunda universidade mais velha da República Tcheca (a mais velha é a Karlovo Univerzita em Praga) e atualmente uma das melhores de todo o país, a Univerzita Palackého. Estima-se que cerca de um terço da população de Olomouc sejam estudantes, o que se traduz em muitos bares e cafés pela cidade, e uma atmosfera muito descontraída.

Continue lendo

Plzeň

6 jul

Aproveitamos os feriados para fazer umas viagenzinhas e conhecer lugares que ainda nãotínhamos visto. Um desses era Plzeň, uma cidade, veja bem, de certa fama.

Primeiro, por causa da cerveja: toda e qualquer cerveja no mundo chamada de Pilsner deve essa honra aos métodos de fabricação criados aqui, em Plzeň.

E em termos de fama, é só isso mesmo. Continue lendo

Monumento Nacional em Vítkov

1 abr

Em uma colina chamada Vítkov fica um enorme memorial, reconhecível de longe pela bela estátua do Jan Žižka montado em seu cavalo – uma das maiores estátuas eqüestres do mundo, a propósito. Quando li sobre certos assuntos recentes no Brasil, não pude deixar de lembrar da história deste memorial. Aqui vai, então, uma breve apresentação:

O monumento foi construído no começo do século XX, expandido depois da Segunda Guerra; essa não é a parte que importa. Quando os comunistas tomaram o poder, o memorial teve seu propósito desviado, assim como muita coisa no país, para exaltar o ideal e o regime. Se tornou, inclusive, um mausoléu para figuras importantes do Partido e, mais importante, presidentes da era comunista.

Depois que o comunismo foi derrubado, os cadáveres foram exumados e enterrados numa vala comum.

Continue lendo

Silvestr v Praze*

8 dez
*Ano novo em Praga: Os tchecos tradicionalmente chamam o ano novo de Silvestr, ou festa de são Silvestre.
 

Um dia você olha no calendário e é janeiro. Quando você reparar de novo, janeiro já tá quase aí de novo, pronto pra te dar um soco no olho e te deixar pensando no que você fez durante o ano até o próximo ano vir te nocautear novamente.

Mas antes disso tem as festas! No ano passado nós falamos um pouco sobre o natal na república tcheca e demos algumas dicas de como aproveitá-lo por aqui. Aí, num dos comentários alguém nos perguntou sobre o que tem para fazer no ano novo em Praga e, nesse ano, como iremos vamos ficar aqui para a ocasião, tive que pesquisar também.

A atração central são os fogos de artifício à meia-noite. Os fogos são lançados em cima do rio Vltava, bem no centro da cidade. Qualquer lugar no centro, perto do rio tá valendo, mas os lugares tradicionalmente mais cobiçados para se ver os fogos são o parque Petřín, O Castelo de Praga e a ponte Carlos. Mas estando perto da ponte Carlos já vale, em qualquer lugar por lá dá pra aproveitar numa boa! Tem muito restaurante e barcos nessa região com vista para os fogos que fazem ceia e festa.

Na praça velha (Staroměstské Náměstí) também tem fogos, mas ali a coisa é um pouco mais doida, parecida com Amsterdam (mas numa escala muito mais, digamos, civilizada): pessoas bêbadas lançando fogos para tudo quanto é lado, não necessariamente pra cima. Alguns desvios talvez sejam necessários. E costuma lotar bastante.

Se você for passar a virada do ano novo na rua, não se esqueça de comprar sua garrafa de champagne para brindar o ano novo, que nem fizemos no nosso primeiro reveillon aqui.

Pra quem gosta de festas de ano novo, haverão muitas pela cidade. Pra ajudar, achei uns sites com algumas programações, mas como essa não é muito a minha praia, quem quiser vai ter que fazer a pesquisa própria pra ver o que atrai..

Boas festas!

Festival de Cinema Tcheco, no Brasil

6 out

Neste mês o CCBB apresenta uma Mostra de Cinema Tcheco. Começou hoje, em Brasília, depois vai para São Paulo e Rio de Janeiro. Aproveitemos a deixa, então, pra fazer a recomendação e falar um pouco do que poderá ser visto – e de cinema tcheco em geral! Já assistimos só alguns dos filmes que estarão no festival, mas parece que vai ser bem representativo, apesar de pequeno.

O cinema tcheco, até onde pudemos ver e ouvir falar, é bem representado por comédias dramáticas – histórias engraçadas mas meio perturbadoras, ou histórias dramáticas com personagens engraçados… o que eles chamam de ‘riso amargo’, ou algo assim.

Continue lendo

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.